Este edifício, um lugar de interesse patrimonial nacional, tem sido beneficiário de uma intervenção para melhorar a sua sustentabilidade energética por parte do Projeto SOSTURMAC.

A intervenção foi oficialmente apresentada à nova equipa do Governo Municipal, presidida pelo Sr. Nuias Silva, durante uma reunião realizada na passada sexta-feira, 19 de março na cidade de São Filipe. A Assistência Técnica do projeto em Cabo Verde, a Sra. Laura Pérez, juntamente com o Vereador da Energia, o Sr. Euclides Dos Santos Fernandes, e o técnico Sr. Magno Agnelo Andrade Tavares, efetuaram uma visita técnica às instalações relacionadas com o projeto, e colocaram a placa comemorativa da intervenção. A Assistência Técnica entregou-lhes também uma Estação Meteorológica MeteoINT V 2.0, desenhada e fabricada no âmbito do projeto, um dispositivo que permitirá a otimização da utilização de recursos energéticos na Câmara Municipal.

A intervenção realizada baseou-se em três pilares:

Melhorar a eficiência energética do seu envolvente.

A carpintaria do edifício foi renovada, melhorando a sua inércia térmica e dotando-as de persianas, a fim de reduzir a incidência solar. Isto permitirá que os utilizadores encontrem conforto térmico de uma forma natural, sem necessidade de consumir energia ou diminuir o seu consumo final.

Instalação de uma central solar fotovoltaica no telhado.

Foi instalada uma central fotovoltaica para autoconsumo de 5.940 W interligada à rede elétrica. Esta instalação representa uma poupança média anual de emissões de CO2 na atmosfera de 6.640 kg/CO2.

Otimização do consumo de recursos energéticos.

A Câmara Municipal de São Filipe foi equipada com 3 estações meteorológicas compactas “MeteoINT”, que permitirão a otimização da utilização dos recursos energéticos na Câmara Municipal, uma vez que estes dispositivos irão monitorizar continuamente a sede e emitirão avisos em caso que ocorra uma situação de desconforto, fornecendo recomendações de ação para os utilizadores, tais como fechar ou abrir janelas e persianas, que permitirão garantir o conforto térmico do edifício sem consumir energia adicional.

Para a realização desta intervenção, foram tidos em conta os princípios de intervenção no património, a fim de respeitar em todos os momentos o valor cultural do edifício. Para o efeito, foi desenvolvido o Guia de critérios de intervenção e conservação sustentável do património arquitetónico, que visa servir de orientação para ações de melhoria nos edifícios patrimoniais do Centro Histórico de São Filipe ou noutros centros históricos de Cabo Verde.

A intervenção foi coordenada pelo ITER, com a participação da Agencia de Energía de Tenerife e da Câmara Municipal de São Filipe, e com a assessoria da Fundação CICOP e do IPC – Instituto do Património Cultural, parceiros do projeto. Para a sua execução, se contou com empresas locais, a carpinteira artesanal Firma Ramos & Barros Lda, dirigida pelo Sr. Damião Ramos e a empresa REPOWER Energias Renováveis & Eficiência Energética, dirigida pelo Sr. Heleno Sanches.

Os trabalhos realizados demostram a viabilidade deste tipo de ações e servem de exemplo para a sua possível replicabilidade noutros edifícios patrimoniais, consolidando o Município de São Filipe como exemplo de sustentabilidade aplicada ao património histórico. Outras ferramentas ou recursos desenvolvidos pelo Projeto SOSTURMAC, como o Gestor do Património Cultural de Cabo Verde  ou as Rotas Sustentáveis SOSTURMAC destacam a quantidade de recursos patrimoniais disponíveis na cidade de São Filipe e que devem ser preservados para que o ecoturismo e o turismo cultural sejam uma oportunidade de melhoria socioeconómica.

Acessos: 34